Cirurgia do Aparelho Digestivo
AGENDE UMA CONSULTA: (11) 2251-5622
Ligue Hoje: (11) 2251-5622
Rua Pamplona, 145, Conjunto 1801 - São Paulo, SP
Horário de Atendimento
Segunda à sexta das 08h às 20h

Câncer no intestino: quais são as causas e fatores de risco?

Dr. Guilherme Namur > Central Educativa > Blog > Câncer no intestino: quais são as causas e fatores de risco?

O câncer no intestino, também conhecido como câncer colorretal, é um tumor que se desenvolve no intestino grosso, cólon e reto e quase sempre se origina a partir de pólipos, que são pequenos tumores  benignos.

É um câncer que  pode atingir a todos, sendo que há uma elevação progressiva do risco com aumento  da idade.

Dados do Instituto Nacional de Câncer (INCA) apontam que, em 2019, 20.578 pessoas faleceram em decorrência do câncer no intestino no Brasil.

Quais são as causas do câncer no intestino?

O câncer de intestino possui mecanismos de carcinogênese  (como se forma o câncer) bem definidos, com uma série de alterações genéticas na mucosa do intestino.

É um tumor que se desenvolve lentamente e de forma silenciosa, principalmente, a partir dos 50 anos. Isso porque a formação dos pólipos demora cerca de 10 anos e eles  podem se tornar malignos à medida que o tempo passa.

Os pólipos formam-se a partir de erros no processo de divisão das células do intestino, gerando tumores benignos na parede interna do órgão que podem variar de forma e tamanho. Com o passar dos anos, novos erros genéticos acumulam-se nas células que formam os pólipos, até que esses se tornam tumores malignos.

Quais fatores aumentam o risco?

O câncer de intestino geralmente ocorre em pessoas adultas com mais de  40 anos e alguns fatores de risco podem contribuir para o seu desenvolvimento, tais como:

Fatores hereditários

Este é o principal fator da ocorrência desse tipo de câncer. Pessoas com histórico familiar fazem parte do grupo com as maiores chances de desenvolver a doença.

Má alimentação

Outra questão bem importante está relacionada aos maus hábitos alimentares, em especial, ao consumo excessivo de carne, gordura de animais e alimentos ultraprocessados.

Além disso, dietas pobres em fibra, como frutas e vegetais, também contribuem para o aumento do risco de apresentar a doença.

Obesidade

Assim como em vários outros tipos de câncer, o excesso de gordura corporal é apontado como um dos fatores que aumentam o risco de desenvolver o câncer de intestino.

Esse excesso provoca uma série de inflamações e aumento dos níveis de alguns hormônios que contribuem para o desenvolvimento de células cancerígenas.

Outros fatores

Alguns outros hábitos também contribuem para a incidência do câncer de intestino, como a falta de exercícios físicos regulares e o consumo de drogas, como o cigarro e o álcool.

Outro ponto importante é que algumas doenças inflamatórias do intestino, como a retocolite ulcerativa, aumentam o risco de câncer, assim como algumas doenças hereditárias também podem contribuir para a sua incidência.

Prevenção é a chave

Atualmente, com os avanços da medicina e dos conhecimentos acerca da prevenção do câncer de intestino, existem muitas possibilidades de vencer essa doença.

É possível, por meio de exames como a colonoscopia, identificar a presença dos pólipos precocemente e retirá-los, aumentando a chance da doença não se desenvolver.

Outro ponto importante é avaliar o histórico familiar desse tipo de câncer. Quando há parentes de 1º grau, como pais ou irmão com a doença, o exame de colonoscopia deve ser realizado mais precocemente.

Fique atento a sintomas como alteração do hábito intestinal e sangramento nas fezes, mantenha hábitos saudáveis de alimentação e atividade física e consulte seu médico regularmente, pois isso diminui as chances de ter câncer intestinal.

Gostou deste artigo e quer saber mais sobre a saúde do sistema digestivo? Então, acesse a nossa Central Educativa!

Deixe uma resposta

Abrir Whatsapp
1
Clínica em São Paulo: Agende Sua Consulta pelo Whatsapp.
Powered by